Diferenca Entre O Padrao Preco E Movimento Media Preco Em Sap Mm




Diferença Entre O Padrão Preço E Movimento Média Preço Em Sap MmQuando e util usar o controle de precos V ou S no Mestre de Materiais, eu tenho que seguir a configuracao padrao SAP no tipo de material para os seguintes tipos de materiais: - ROH (materias-primas) - preco medio movel - HALB (produtos semi-acabados) - preco padrao - FERT (produtos acabados) - preco padrao Em que caso e por que e util alterar essa configuracao padrao no tipo de material Qual a diferenca entre preco padrao e preco medio movel Quando e como usa-lo O preco padrao e usado para produtos que Nao flutuam com frequencia. Geralmente e usado para produtos acabados ou semi-acabados. O preco medio movel e utilizado principalmente para materias-primas compradas externamente. A vantagem de usar o preco medio movel para suas materias-primas e que seus custos de estoque sempre refletirao o custo atual do mercado. A SAP recomenda fortemente que voce nao selecione o controle de precos V para produtos semi-acabados e produtos acabados. Porque fazer isso fara muito facilmente o calculo de precos de avaliacao irrealistas. SAP recomenda: controle de preco V para materias-primas e comercializacao de precos de produtos S para produtos e produtos semi-acabados. Se voce, no entanto, selecionar o controle de precos V, tome cuidado nas seguintes situacoes: 1. Os precos irrealistas ocorrem se os materiais sao produzidos e tambem se aposentam durante um periodo (ou seja, o estoque no final do periodo e menor do que o total de aquisicoes de Ordens de producao) e, se, alem disso, varias ordens de producao pertencentes a um material foram concluidas nesse periodo e a liquidacao da ordem de producao calcula variancias no final do periodo. Cada ordem de producao unica realiza uma verificacao de cobertura de estoque e pode, portanto, fazer com que o preco medio movel seja alterado. No entanto, as ordens de producao individuais nao verificam se o inventario disponivel no final do periodo ja foi debitado por outra ordem de producao. Exemplo: em 20 dias uteis no periodo, 1 peca de material xyz foi produzido para cada dia e entregue ao armazem no preco de US $ 1000. No final do periodo, ha 1 peca no armazem. Uma vez que um preco de atividade de um centro de custo participante foi maior do que o planejado. Cada ordem de producao unica calcula o custo dos bens fabricados em US $ 1100 durante a liquidacao. Todo mundo realiza uma verificacao de cobertura de inventario e descobre que a variancia pode ser postada completamente no inventario. Ou seja, o inventario final de uma peca e debitado com USD 20 x 100 e, consequentemente, recebe um preco de USD 3000. 1. Uma liquidacao e realizada, embora nem todos os custos ainda tenham sido postados na ordem. Isso pode ate resultar em um preco de 0 para o produto entregue. 2. Nenhum periodo de verificacao dos custos e realizado no pedido, ou seja, os custos de periodos anteriores podem ser resolvidos. 3. As ordens de liquidacao ja sao possiveis no status de entrega concluida. Preco padrao para produtos, juntamente com possiveis mudancas nos precos manuais. Se voce for obrigado a avaliar produtos semi-acabados e acabados com precos reais que correspondem aos custos da producao real, a SAP recomenda que voce use a funcao do livro principal de materiais para isso. Aqui, e criado um preco atual periodico que e calculado em uma base muito mais confiavel do que o preco medio movel. E utilizada uma chamada quantidade limitada de preco, o que garante que, no exemplo acima, as diferencas de precos sejam proporcionalmente consideradas (95 das diferencas de precos totais) ao avaliar as 19 pecas retiradas do material xyz, o que resulta em um preco atual periodico de 1100 USD. Alem disso, e possivel, ate a versao 4.5, levar em consideracao as variacoes dos precos reais das materias-primas na avaliacao dos produtos semi-acabados e acabados que sao fabricados a partir desta. Se selecionarmos o preco padrao para qualquer tipo de material ou preco medio movel e, em seguida, faca po, elegera do mestre de materiais ou o que o Registro de Informacoes de Compras tem a PRIMEIRA prioridade. Quando nenhum registro de informacoes de PO e encontrado, a Ordem de Compra escolhera o preco de entrada do usuario LAST. O modulo PO nao tira qualquer preco do mestre de material. Todos os conteudos do site sao Copy copy erpgreat e os autores de conteudo. Todos os direitos reservados. Todos os nomes de produtos sao marcas registradas de suas respectivas empresas. O site erpgreat nao esta de forma alguma afiliado a SAP AG. Todos os esforcos sao feitos para garantir a integridade do conteudo. As informacoes usadas neste site sao de sua responsabilidade. O conteudo deste site nao pode ser reproduzido ou redistribuido sem a permissao expressa por escrito da erpgreat ou dos autores de conteudo. Geralmente, todas as materias-primas (ROH), pecas sobressalentes (ERSA), produtos negociados (HAWA) etc. sao atribuidos como preco medio movel (MAP) devido a pratica contabil de avaliar com precisao o inventario desses materiais. Esses materiais estao sujeitos as flutuacoes do preco de compra em uma base regular. A empresa geralmente usa media movel em materiais comprados com pequenas flutuacoes de custos. E mais apropriado quando o item e facilmente obtido. O impacto nas margens e minimizado, o que reduz a necessidade de analise de variancia. Alem disso, o esforco administrativo e baixo, pois nao ha estimativas de custo para manter. O custo reflete variacoes, que estao mais proximas dos custos reais. Os produtos semi-acabados (HALB) e os produtos acabados (FERT) sao avaliados com preco padrao devido ao angulo de reducao do produto. Se estes fossem controlados pelo MAP, a avaliacao do produto terminado em produtos acabados flutuaria devido a erros de entrada de dados durante o refluxo de materiais e mao-de-obra, ineficiencias de producao (maior custo) ou eficiencias (menor custo). Esta nao e uma pratica padrao de contabilidade e calculo de custos. Consulte a nota OSS 81682 8211 Pr. Contr. V para produtos semi-acabados e acabados. A SAP recomenda que o preco padrao seja usado para FERT e HALB. Se o preco real for exigido para a avaliacao, faca uso das funcoes do livro principal de materiais onde um preco real periodico e criado, o que e mais realista. por exemplo. Como SAP calcualte o preco medio movel Receita de mercadorias para o pedido Saldo na quantidade de mao Mercadorias Quantidade de recebimento Valor do saldo no valor Valor de recebimento de mercadorias Novo Preco medio em movimento Valor total Quantidade total Fatura Recebimento para pedido Preco de fatura mais do que preco de compra Valor adicional adicionado a Valor do saldo por mao, em seguida, dividido pela quantidade do saldo em quantidade. O preco da fatura menor do que a diferenca de preco da ordem de compra e deduzido do valor do saldo em mao (ate 0). O resto do montante se tornara variacao de preco. Isto ira resultar em equilibrio no valor da mao e zero, enquanto ha equilibrio na quantidade de mao. Se o valor do Saldo na mao for suficiente para deduzir, o valor restante sera dividido pela quantidade de Balanco na mao. Quando seu preco de emissao de mercadorias e constantemente maior do que seu preco de entrada de mercadorias, ele resultara em preco medio movel de valor zero. Nota OSS 185961 8211 Calculo do preco medio movel. 88320 8211 Forcas fortes ao criar precos medios moveis. Nunca permita estoques negativos para materiais transportados na media movel. Controle de preco com e sem o Roteiro de materiais Como os materiais sao avaliados no sistema SAP, depende essencialmente do controle de preco estabelecido para o material no mestre de materiais. Voce pode escolher entre uma avaliacao ao preco padrao (preco S) ou ao preco medio movel (preco V). Ao usar o Roteiro de materiais, voce tem a possibilidade de combinar as vantagens do controle de precos padrao e controle de preco medio movel. Para obter mais informacoes, consulte Controle de precos e determinacao de preco de material. Preco padrao versus preco medio movel Com o controle de preco medio movel, um novo preco do material e calculado apos cada entrada de mercadorias, recibo da fatura e liquidacao da ordem. Este preco do material e um valor medio calculado a partir do valor total do estoque e da quantidade total do material em estoque. Com o controle de precos padrao, os movimentos de mercadorias sao avaliados com um preco que permanece constante durante pelo menos um periodo. O preco padrao atribuido a um material geralmente e o resultado de uma estimativa de custo padrao. A principal diferenca entre os dois procedimentos de avaliacao e que o preco medio movel representa um preco atual entregue enquanto o preco padrao e baseado em valores planejados e nao em valores reais. As diferencas entre o preco planejado e os precos reais nao sao atribuidos ao estoque material na Contabilidade financeira, mas sim sao atribuidos a uma conta de diferenca de preco. Ao usar o preco medio movel, no entanto, o valor do estoque material na Contabilidade financeira pode refletir os precos realmente incorridos. O preco medio movel tem suas desvantagens, no entanto, em muitas situacoes. Essas situacoes serao discutidas em maior detalhe no texto a seguir. Utilize o Roteiro do Material de custo real do componente para garantir um metodo de gerenciamento de custos que use os dados mais atuais para calcular seus custos de material reais. Voce pode usar este componente para calcular um preco medio no final do periodo usando os custos reais incorridos nesse periodo. Voce pode entao usar esse preco medio para avaliar o estoque de material no periodo em questao. O preco padrao e usado para a avaliacao preliminar do material no componente Razao Real do Razao de Custos (veja tambem: Roteiro de Material de Custeio Real). No texto a seguir, os problemas que podem resultar da avaliacao de materiais com o preco medio movel sao ilustrados em conjunto com uma comparacao de vantagens e desvantagens de ambos os metodos de controle de precos. Voce pode evitar os problemas que surgem ao usar o preco padrao para a avaliacao do material, usando o Roteiro do Material de Custeio Real. Alem disso, havera algumas recomendacoes da SAP quanto ao controle de precos a ser usado. Vantagens do preco padrao Ao usar o preco padrao, todos os movimentos de mercadorias de um material sao avaliados com o mesmo preco em pelo menos um periodo. Portanto, o preco padrao garante um gerenciamento de custos consistente do processo de producao e torna as variacoes na producao transparentes. Um preco periodico (preco padrao) e especialmente util ao trabalhar com gerenciamento de custos por periodo. O preco padrao tambem pode ser usado como referencia pelo qual voce pode medir diferentes metodos de producao ou comparar as margens de contribuicao de um material em diferentes segmentos de mercado na Analise de Rentabilidade. Desvantagens do preco padrao Uma vez que o preco padrao e mantido constante por um periodo inteiro, ele nao reflete os custos reais incorridos durante o periodo. Isso pode levar a precos de avaliacao inexatos para materiais cujos precos de compras mudam muito durante um periodo ou cujo metodo de producao muda dentro de um periodo. Esse problema aumenta na producao multinivel com cada novo passo de producao. Isso significa que os custos para o produto final podem nao refletir os dados mais recentes. O valor do estoque de material nao reflete os custos atuais de aquisicao, uma vez que as variacoes do preco padrao sao coletadas em uma conta de diferenca de preco na Contabilidade financeira e nao levam a uma correcao da conta de estoque de material. As variacoes coletadas na conta de diferenca de preco nao podem mais ser atribuidas ao material individual. Se voce usar a avaliacao dividida para materiais, note que voce so pode liberar o preco do material no nivel do cabecalho de um material (nao ao nivel do tipo de avaliacao) ao calcular um preco de material no Planejamento de custos do produto. Vantagens do preco medio movel A vantagem de usar o preco medio movel e que as variacoes que ocorrem tanto para materiais produzidos internamente quanto para materiais adquiridos externamente causam uma atualizacao no preco do material e no valor do estoque material. Como o preco do material reflete o custo medio de aquisicao de um material, as questoes materiais podem, em principio, ser avaliadas com o preco atual. Somente em casos especiais sao desvios atribuidos a uma conta de diferenca de preco na Contabilidade financeira e nao ao estoque de material. As vantagens do preco medio movel sao vistas apenas se: voce estiver analisando os dados de avaliacao do material no nivel de producao mais baixo, todas as variacoes ocorrem imediatamente, o preco do material nao e distorcido pela sequencia de postagens pelo sistema. Desvantagens do preco medio movel A principal desvantagem de usar o preco medio movel e que o preco utilizado para avaliar o consumo de material depende quase completamente do tempo em que a questao das mercadorias e divulgada no sistema. Se, por exemplo, um recibo de fatura e postado no sistema apos a entrada de mercadorias, esse valor de fatura nao se reflete no valor do material emitido. Portanto, o material nao e avaliado com o custo efetivo de aquisicao. O preco medio movel tambem faz pouco para garantir uma gestao consistente dos custos do seu processo de producao. O efeito das mudancas no processo de producao, por exemplo, nao e reconhecivel no produto acabado, e a comparacao de resultados de diferentes areas em Analise de Rentabilidade nao e realmente significativa devido a falta de um benchmark. O fato de o preco medio movel nao depender do periodo tambem pode levar a uma avaliacao material incorreta, uma vez que os movimentos de mercadorias que sao lancados em um periodo anterior nao sao avaliados com o preco desse periodo, mas sim com o preco medio movel atual. Outro problema com o preco medio movel e que qualquer erro ao inserir dados pode causar alteracoes imediatas e indesejadas no preco do material. Quaisquer questoes de produtos postadas apos este erro serao avaliadas imediatamente com este preco de material incorreto. Em particular, o preco medio movel pode levar a precos de material nao realistas em casos de producao de varios niveis ou quando ha variacoes que nao aparecem imediatamente. Tais precos irrealistas ocorrem, por exemplo, quando, no contexto da cobertura de estoque, um ajuste subsequente ao estoque de material ocorre usando uma quantidade de base incorreta. Para obter mais informacoes, consulte Avaliacao com o preco medio movel. Controle de preco com o Roteiro de materiais Ao usar o componente do aplicativo, o Razao de Relatorios de Custos reais. Voce usa apenas o preco padrao como preco de avaliacao preliminar no periodo atual. No final do periodo, voce pode usar este componente para calcular um preco medio do material usando os custos reais incorridos nesse periodo. Voce pode entao usar esse preco medio para avaliar o estoque de material no periodo em questao. Razao do custo real do material. Portanto, combina as vantagens do controle de precos usando o preco padrao e o preco medio movel. Se voce usa o Razao de calculo de custo real, voce tambem deve usar o controle de precos padrao de materias-primas e produtos comerciais para assegurar um gerenciamento de custos consistente do seu processo de producao. Somente dessa maneira sao variancias totalmente transparentes dentro da producao. Voce pode encontrar mais informacoes sobre os objetivos do Roteiro do Risco Real no Roteiro de Material de Custeio Real. Controle de preco sem o Roteiro de materiais O exemplo a seguir representa postagens na Contabilidade financeira resultantes de uma entrada de mercadorias ou de um recibo de fatura, pelo que o preco da fatura varia de acordo com o preco do pedido para o material. No primeiro exemplo, as postagens ocorrem para um material avaliado com o preco padrao no segundo exemplo, o material e avaliado com o preco medio movel: nestes exemplos, e claro que o valor do estoque material e o preco do material refletem os custos de aquisicao de Um material com uma avaliacao no preco medio movel, enquanto esses custos reais nao se refletem em uma avaliacao a preco padrao. Uma avaliacao a preco padrao nao explica variacoes de precos ou mudancas nos metodos de producao durante o periodo. As variacoes entre o preco padrao e os custos reais de fabricacao de aquisicao sao coletadas em uma conta de diferenca de preco na Contabilidade financeira e nao podem ser alocadas aos materiais individuais. O preco medio movel, portanto, e mais util se desejar que seus valores de estoque de material e os precos dos materiais reflitam os dados mais atualizados. O preco medio movel parece vantajoso no exemplo acima, principalmente porque o material e adquirido externamente e o exemplo esta preso a uma perspectiva de nivel unico. Ao lidar com materiais produzidos internamente e ao analisar os dados de avaliacao em uma base multinivel, o preco medio movel mostra suas limitacoes na medida em que pode levar a precos irrealistas para produtos semi-acabados e acabados. No caso de producao multinivel, o produto acabado nao pode ser avaliado com os precos reais mais atuais, ja que o preco real do produto semi-acabado e calculado pela primeira vez no final do periodo apos a liquidacao da ordem de fabricacao. Assim, todos os erros de avaliacao crescem a medida que o processo de producao se prolonga. Nestes exemplos, e claro que o valor do estoque material e o preco do material refletem os custos de aquisicao de um material com uma avaliacao no preco medio movel, enquanto esses custos reais nao sao refletidos em uma avaliacao a preco padrao. Uma avaliacao a preco padrao nao explica variacoes de precos ou mudancas nos metodos de producao durante o periodo. As variacoes entre o preco padrao e os custos reais de fabricacao de aquisicao sao coletadas em uma conta de diferenca de preco na Contabilidade financeira e nao podem ser alocadas aos materiais individuais. O preco medio movel, portanto, e mais util se desejar que seus valores de estoque de material e os precos dos materiais reflitam os dados mais atualizados. O preco medio movel parece vantajoso no exemplo acima, principalmente porque o material e adquirido externamente e o exemplo esta preso a uma perspectiva de nivel unico. Ao lidar com materiais produzidos internamente e ao analisar os dados de avaliacao em uma base multinivel, o preco medio movel mostra suas limitacoes na medida em que pode levar a precos irrealistas para produtos semi-acabados e acabados. No caso de producao multinivel, o produto acabado nao pode ser avaliado com os precos reais mais atuais, ja que o preco real do produto semi-acabado e calculado pela primeira vez no final do periodo apos a liquidacao da ordem de fabricacao. Assim, todos os erros de avaliacao crescem a medida que o processo de producao se prolonga. Nestes exemplos, e claro que o valor do estoque material e o preco do material refletem os custos de aquisicao de um material com uma avaliacao no preco medio movel, enquanto esses custos reais nao sao refletidos em uma avaliacao a preco padrao. Uma avaliacao a preco padrao nao explica variacoes de precos ou mudancas nos metodos de producao durante o periodo. As variacoes entre o preco padrao e os custos reais de fabricacao de aquisicao sao coletadas em uma conta de diferenca de preco na Contabilidade financeira e nao podem ser alocadas aos materiais individuais. O preco medio movel, portanto, e mais util se desejar que seus valores de estoque de material e os precos dos materiais reflitam os dados mais atualizados. O preco medio movel parece vantajoso no exemplo acima, principalmente porque o material e adquirido externamente e o exemplo esta preso a uma perspectiva de nivel unico. Ao lidar com materiais produzidos internamente e ao analisar os dados de avaliacao em uma base multinivel, o preco medio movel mostra suas limitacoes na medida em que pode levar a precos irrealistas para produtos semi-acabados e acabados. No caso de producao multinivel, o produto acabado nao pode ser avaliado com os precos reais mais atuais, ja que o preco real do produto semi-acabado e calculado pela primeira vez no final do periodo apos a liquidacao da ordem de fabricacao. Assim, todos os erros de avaliacao crescem a medida que o processo de producao se prolonga. Os problemas descritos acima mostram que o preco medio movel, apesar de suas vantagens, pode levar a problemas. Em particular, o preco medio movel pode causar avaliacoes irrealistas do inventario de materiais quando os materiais sao produzidos internamente ou quando as variacoes nao aparecem imediatamente. Por outro lado, o preco padrao nao leva em consideracao os custos reais de aquisicao, o que pode ser um problema, por exemplo, com materiais adquiridos externamente com precos altamente variaveis. Por estes motivos, a SAP recomenda o uso do preco medio movel apenas para materias-primas e produtos comerciais. O preco padrao deve ser usado para produtos semi-acabados e acabados.